PUBLICIDADE
in

Auxílio Emergencial: Saiba tudo sobre a mudança que pode liberar R$3 mil para pais solteiros

PUBLICIDADE

O auxílio emergencial é um dos maiores projetos feitos pelo governo federal nos últimos anos, e foi fundamental para que muitas famílias tivessem acesso a recursos durante o período de pandemia.

PUBLICIDADE

No entanto, desde de 2020, ano de sua criação, ele vem sofrendo constantes mudanças nas suas parcelas e formas de pagamento. A ideia dessas mudanças é adaptar o benefício para ser o mais correto e assertivo possível.

Hoje falaremos sobre uma dessas mudanças, afinal, nos últimos dias alguns órgãos do governo informaram que o programa poderá liberar valores de até R$ 3.000,00 para pais solteiros. Continue conosco e entenda um pouco mais sobre essa mudança.

Auxílio emergencial: Valores para pais solteiros podem chegar até R$ 3 mil

Auxílio Emergencial

No ano de 2020, o presidente Jair Bolsonaro acabou vetando a alteração que propunha um auxílio dobrado para mulheres e homens chefe de família monoparentais, alterando essa liberação apenas para mães que sozinhas administravam uma família.

No entanto, no início de junho, o congresso derrubou esse veto, promovendo uma série de debates sobre o assunto. A mudança nessa regra impactaria nos valores pagos nas cinco primeiras parcelas pagas durante a instauração do projeto.

Ou seja, as cinco primeiras parcelas pagas a esses pais foram de R$ 600,00 quando na verdade, deveriam ter sido de R$ 1.200,00. Sendo assim, com a derrubada do veto, os pais solos poderão receber valores retroativos de até R$ 3 mil reais.

Importante destacar que esses valores são referentes apenas as cinco primeiras parcelas, não incluindo as últimas parcelas de 2020 nem as de 2021. No entanto, ainda é importante destacar que o governo não confirmou o pagamento desses valores até o momento.

PUBLICIDADE

A situação tem sido debatida e a Defensoria Pública da União já se mostrou favorável à liberação dos valores. Aproveitou o espaço para reiterar que já enviou um documento ao Ministério da Cidadania exigindo esclarecimentos sobre a situação.

O que falta para essa liberação?

A partir do envio do documento da Defensoria Pública da União ao Ministério da Cidadania, resta apenas esperar que o Ministério e a Caixa Econômica Federal autorizem ou flexibilizam esse envio.

Vale destacar que os valores de 2021 já estão sendo pagos e os calendários de recebimento já estão disponíveis no site oficial da Caixa. Para acessá-lo clique aqui. Lembrando também que algumas condições para recebimento também foram alteradas.

PUBLICIDADE

Gostou dessa informação? Então não perca tempo! Fique atento às notícias e busque garantir os seus pagamentos retroativos. 

Você também pode se interessar por: Conheça as dicas essenciais para você não ciar em golpes!

Lista VIP

Inscreva-se para receber nosso conteúdo exclusivo por e-mail

Você foi inscrito com sucesso.

Por favor, verifique se seu e-mail está correto.

PUBLICIDADE