PUBLICIDADE
in

Bolsa Família: Conheça as mudanças que acontecerão em dezembro após o Auxílio Emergencial

PUBLICIDADE

Bem no início da pandemia causada pela Covid-19, o Governo Federal decidiu criar o Auxílio Emergencial, como uma forma de auxiliar pessoas e famílias que estavam desamparadas por conta da crise financeira crescente. O Auxílio foi prorrogado recentemente, mas depois disso o Governo já está com novos planos para a população brasileira, prometendo realizar mudanças no Bolsa Família a partir do mês de dezembro.

Sobre o Auxílio Emergencial

c
PUBLICIDADE

Muitas pessoas ainda estão contando fielmente com o Auxílio Emergencial para conseguir organizar a sua vida financeira, visto que o desemprego segue crescendo no Brasil e muitas empresas estão fechando as portas por falta de recursos.

O Auxílio seria pago até o mês de julho para a população que solicitou, mas o governo decidiu prorrogar o auxílio até o mês de outubro, pagando mais três parcelas para os brasileiros. Infelizmente, ainda não se tem notícias de qual será o valor pago durante esse período.

Até o momento, o governo está pagando R$150 para pessoas que moram sozinhas e R$375 para as mulheres que são chefes de família e por isso necessitam de um valor a mais para cuidar dos filhos. Quando comparado ao valor que estava sendo pago no início de 2020, podemos perceber que houve uma redução drástica.

Mudanças no Bolsa Família

Depois que a última parcela do Auxílio Emergencial for paga em outubro, o Bolsa Família começará a sofrer mudanças no mês de novembro, sendo que a principal delas é ter um aumento de cerca de 50%, para ser uma forma de substituir o auxílio depois do seu fim.

Segundo algumas informações, estima-se que o valor do auxílio possa chegar até R$300, mas diferente do que está sendo pago atualmente, o valor não será fixo, levando em consideração diversos fatores, como por exemplo o tamanho da família.

O principal objetivo de realizar o aumento do valor pago pelo Bolsa Família é conseguir oferecer maior segurança e auxílio à população mais frágil e debilitada, que vive em situação de pobreza ou extrema pobreza. Infelizmente, nós sabemos que o valor pago pelo Bolsa Família não é nem de longe suficiente para arcar com as despesas mensais.

PUBLICIDADE

Além disso, o aumento do benefício promete também ser uma das propostas de campanha de Bolsonaro em 2022, por isso ele está sendo mais ativo quando o assunto são os benefícios. Esperamos que, mesmo envolvendo jogos políticos, a população saia beneficiada no final.

Você pode se interessar também: Descubra se os trabalhadores irão ganhar 2 saques do PIS/Pasep em 2022!

Lista VIP

Inscreva-se para receber nosso conteúdo exclusivo por e-mail

PUBLICIDADE

Você foi inscrito com sucesso.

Por favor, verifique se seu e-mail está correto.

PUBLICIDADE