in

Governo libera auxílio de R$600 para trabalhadores; veja como conseguir

PUBLICIDADE

Devido à atual epidemia do novo Coronavírus (COVID-19), o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou na sexta-feira, 27 de março de 2020, durante entrevista ao Palácio do Planalto, que o banco disponibilizará um auxílio de R$ 600,00 à trabalhadores informais de todo o Brasil por meio de agências, lotéricas, correspondentes e celulares.

O auxílio foi aprovado pela câmara e ainda será votado no Senado. A votação pelo Senado Federal  foi prevista para a segunda-feira, dia 30 de março de 2020, após a votação, o governo federal publicará um decreto sobre o assunto para que os pagamentos sejam feitos.

Guimarães também disse que quem não é correntista da Caixa deve adotar um calendário para o pagamento do benefício, para dessa maneira evitar aglomerações de pessoas nas agências. Saiba mais sobre esse ponto no tópico mais abaixo.

A proposta inclui o pagamento desse valor por até 3 meses aos trabalhadores informais e estabelece que mulheres que são mães e chefes de família têm direito de receber até R$ 1.200,00. Este auxílio emergencial é limitado a até duas pessoas da mesma família, ou seja, cada família, independente do número de membros, poderá receber no máximo até R$ 1.200,00.

A medida foi anunciada pelo governo federal originalmente com a proposta de pagamento de R$ 200,00 aos trabalhadores informais. Após a proposta ser criticada devido ao valor ser considerado muito baixo, um acordo com o Congresso elevou esse valor para R$ 600,00. Esta proposta faz parte das medidas tomadas pelo governo federal para diminuir os impactos na economia do país decorrentes da atual crise causada pela pandemia de Coronavírus. 

O que devem fazer os não correntistas e os que não tem conta bancária?

Quando questionado sobre isso, o presidente da Caixa afirmou que “provavelmente” o banco adotará um calendário, como o utilizado nos saques do FGTS.

PUBLICIDADE

Para cidadãos que têm conta em outro banco que não na Caixa, Guimarães disse que a transferência poderá ser feita sem custos. O tema está sendo discutido com o INSS, que irá operar a base de beneficiados. “Temos um aplicativo do FGTS e transferimos para qualquer banco de graça.

O objetivo aqui neste momento é ajudar a população e nós estamos trabalhando no aplicativo, não há nenhuma necessidade da Caixa, ou seja, como o custo é marginal, muito baixo, nós podemos, sim, realizar a transferência para qualquer banco de graça”, afirmou o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

Ele espera aproximadamente 80% dos pagamentos sejam feitos em agências, lotéricas ou via aplicativos de celular.

Ao ser questionado quando os pagamentos irão finalmente começar, Guimarães disse que daria uma nova entrevista na semana seguinte com explicações mais aprofundadas sobre esse auxílio emergencial. 

Auxílios como esse se fazem muito importantes em momentos de crise como a atual, por isso, se você se encaixa no grupo beneficiado, fique ligado nas notícias para não perder essa oportunidade!

PUBLICIDADE