in

Trabalhador poderá ter que devolver o Auxílio Emergencial; entenda

Lançamento do aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial
PUBLICIDADE

A Lei do Auxílio Emergencial que foi criada para ajudar algumas pessoas como autônomos e MEIs nessa época de coronavírus, recebeu uma alteração importante, onde as pessoas que aumentarem de renda no próximo ano terão que devolver ao governo o auxílio emergencial de 600 reais que receberam durante 3 meses.

Trabalhador terá que devolver os R$ 600 do auxílio emergencial se tiver aumento de renda

Por conta da mudança feita pelo Senado e sancionada pelo presidente da república Jair Messias Bolsonaro (sem partido), as pessoas que aumentarem sua renda no ano de 2020 que ultrapasse o limite de isenção do imposto de renda terá que devolver no ano de 2021 o valor integral que recebeu do auxílio emergencial, incluindo daqueles dependentes que também receberam, mas fique tranquilo, que as parcelas do auxílio não entram para a contagem do imposto de renda.

Atualmente as pessoas que estão isentas de pagar imposto de renda são aquelas que receberam até R$ 28.559,70, no decorrer do todo o ano, com salários, aposentadorias, aluguéis, esse valor pode ser alterado no ano que vem, mas pode ser que sofra alguma alteração no ano que vem.

Entenda como deveria funcionar a compensação do auxílio emergencial:

No dia 2 de abril de 2020 foi criada uma lei que excluía pessoas que tenham recebido mais do que o teto máximo da isenção do imposto de renda em 2018 do auxílio emergencial, assim criando uma dificuldade para as pessoas que mudaram suas vidas e estão recebendo menos, ou até mesmo que estejam desempregadas, isso foi revertido pela Câmara.

Quando a Câmara dos Deputados e o Senado derrubaram essa parte da lei, foi incluída então a parte que o trabalhador que aumentar sua renda em 2020, acima do teto da isenção do imposto de renda, terá que devolver o valor integral das parcelas do auxílio que foi beneficiado.

A devolução do auxílio emergencial:

Ainda não existe nada definido sobre como será feita essa transação para o ressarcimento do governo.

PUBLICIDADE

No ano que vem as pessoas que tiveram aumento de sua renda de maneira que tenha que pagar o imposto de renda, terão que ressarcir o governo com o dinheiro que foi recebido e ainda pagar o imposto de renda que pode ser parcelado em até 8x, com juros.

Esperamos que esse texto tenha sido útil para você, compartilhe com seus amigos para que eles também fiquem informados, não deixe de dar sua opinião nos comentários

PUBLICIDADE